“Eu queria ficar te olhando para sempre, ou dormir do seu lado para sempre. E você ia acordar e ficar me olhando, qualquer coisa assim pra sempre. Eu queria te beijar, mexer no seu cabelo, deixar três dedos na sua bacia, lisinha, quentinha, te acordar ou te fazer dormir. Te ver descansando nu, jogar um cobertor sobre você, nem tinha tinta nem papel suficiente nesse mundo para dizer tudo que eu queria.
Por Isso a Gente Acabou.    (via effectum)











“Fingir sentimentos deveria entrar na lista de “piores coisas que um ser humano pode fazer””
Dezembro, 1996. (via b-aian0)

Larissa Melo, 18, Belo Horizonte
Dona dos meus olhares